Pesquisar

The Flash corre o risco de se tornar um dos maiores prejuízos da história dos cinemas

The-Flash-corre-o-risco-de-se-tornar-um-dos-maiores-prejuízos-da-história-dos-cinemas

The Flash tem uma missão difícil!

O filme The Flash enfrenta atualmente um desafio significativo para alcançar o sucesso financeiro nas bilheterias. Com apenas oito dias em exibição, já foi possível observar uma queda expressiva no interesse do público dos Estados Unidos, resultando em uma redução de mais de 80% na segunda semana.

Durante sua segunda semana em cartaz, The Flash arrecadou US$ 76,8 milhões nos Estados Unidos, ficando abaixo do filme Lanterna Verde, que alcançou US$ 76,9 milhões no mesmo período. Essa situação coloca o filme em um dos maiores riscos de prejuízo da história do cinema, considerando que seu custo de produção foi próximo de US$ 220 milhões e é necessário atingir a marca de US$ 660 milhões para que o estúdio obtenha lucro.

Ciente desse grande risco, a rede de cinemas norte-americana Fandango lançou uma campanha para incentivar o público a comparecer às salas de cinema. Ao comprar um ingresso, o espectador ganha outro gratuitamente. Essa iniciativa, entretanto, não é a única ação que busca motivar as pessoas a assistirem ao filme.

Ainda não está claro o motivo pelo qual o público não está tão interessado em conferir The Flash. No entanto, fatores como a baixa qualidade dos efeitos visuais, vazamentos de momentos importantes do enredo e os casos envolvendo o ator Ezra Miller têm sido amplamente comentados pelos usuários. Diante dessa situação, a Warner precisará agir rapidamente e adotar estratégias de marketing que chamem a atenção do público, o que, sem dúvida, é uma tarefa desafiadora.

Confira outras notícias recentes abaixo:

Por fim, não deixe de acompanhar a Manual dos Games nas redes sociais no FacebookInstagramTwitter e Youtube para receber os conteúdo em primeira mão!

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.

Gostando de nossos conteúdos? Nos ajude compartilhando.​

VEJA TAMBÉM

Comentários: